Sexta, 16 de Abril de 2021 19:34
(86) 99911-8355
Geral POLUIÇÃO

PEDRO II: Águas das Nascentes do Pinga e do Bananeira são analisadas pela ONG SOS

Foram encontrados esgotos, de adubos químicos e de detergentes.

22/03/2021 20h46
Por: Redacao
PEDRO II: Águas das Nascentes do Pinga e do Bananeira são analisadas pela ONG SOS

No último final de semana, dias 20 e 21 de março, foram realizadas análises da qualidade da água das Nascentes do Pinga e do Bananeira, no município de Pedro II, em comemoração ao dia mundial da água – 22 de março.

Essas análises foram realizadas a partir de parceria da Associação de Defesa e Cidadania com  o Projeto Observando os Rios, da ONG SOS Mata Atlântica. Essas nascentes estão localizadas na zona Urbana, próximas ao centro do município, são conhecidas historicamente por serem pontos de capitação de água nas décadas passadas, locais das lavadeiras de roupas e também pelas lendas, como a da Sereia do Pirapora. 

A metodologia utilizada nas análises da água é a IQA – Índice de Qualidade das Águas, que possui os seguintes parâmetros: turbidez, material sedimentável, cheiro, mata ciliar, oxigênio dissolvido, nitrato, fosfato, pH, DBO, coliformes, larvas vermelhas e transparentes, escuma, resíduos sólidos e temperatura. O resultado final das análises só ficam disponíveis após 5 dias, em virtude de que 02 parâmetros demandam mais tempo. Porém os resultados obtidos no local, em ambas as nascentes, demonstraram uma grave elevação dos níveis de FOSFATO E NITRATO (+ 4 ppm e + 40 ppm); esses parâmetros indicam a presença de esgotos, de adubos químicos e de detergentes.

"Infelizmente a urbanização sem o seu devido planejamento e a falta de estruturas de saneamento básico, são fatores que influenciam diretamente na qualidade ambiental, já que nos locais foram observados uma grande quantidade de lixo, recepção de efluentes (comerciais, domésticos e água das chuvas) e odor de fezes. No contexto municipal, que não há programas de gestão ambiental para o Parque do Pirapora e as nascentes, infelizmente resultados negativos são esperados. Deixamos aqui o nosso apelo como associação para que o poder público municipal possam elaborar ações e estudos mais específicos sobre a qualidade das águas desses locais, em virtude de que a população faz uso e consumo destas. Quando se trata de qualidade da água, estamos discutindo aquela que compõe o nosso corpo e que é responsável pela manutenção dos ecossistemas, estamos falando de saúde pública, pois a poluição hídrica está diretamente ligada a doenças infecciosas, estamos falando de problemas socioambientais que a população já vivência há muitos anos, e estamos falando do nosso meio ambiente, que sofre com a poluição e esquecimento.", lamentou e pediu apoio das autoridades a Associação de Defesa e Cidadania. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.