Sexta, 16 de Abril de 2021 20:20
(86) 99911-8355
Cidades DESPERDÍCIO

Coronavírus Em Brasileira: 60 doses da vacina contra a Covid-19 foram desperdiçadas após falta de refrigeração.

Os Vereadores de oposição Nelson Meneses, Ely Melo, Cléa Pimentel e Júnior Aguiar pediram aos parlamentares da base do governo municipal um esclarecimento sobre a perca das vacinas.

12/03/2021 09h52
Por: Redacao Fonte: Portal de Brasileira
Coronavírus Em Brasileira: 60 doses da vacina contra a Covid-19 foram desperdiçadas após falta de refrigeração.
Brasileirenses foram às redes sociais lamentar o desperdício de cerca de 60 doses do imunizantes contra a Covid-19 no município de Brasileira. A informação veio à tona após postagem na rede social do advogado Rychardson Meneses, que trouxe detalhes do delicado assunto e imediatamente ganhou repercussão entre a população e em seguida foi pauta da sessão parlamentar virtual ontem quinta-feira (11 de março). Os Vereadores de oposição Nelson Meneses, Ely Melo, Cléa Pimentel e Júnior Aguiar pediram aos parlamentares da base do governo municipal um esclarecimento sobre a perca das vacinas. 
 
A defesa inicial veio da Vereadora Carmosa Meneses explicando que o ocorrido triste deste dia foi por conta de um problema na rede de refrigeração da Secretaria Municipal de Saúde. A mesma explicação foi dada pelos vereadores Afonso Lima e Leandro Maria. Ainda na noite de ontem a Prefeitura de Brasileira publicou uma nota explicativa ontem detalhando os fatos.
 
"...Contudo hoje, dia 11 de março de 2021, a técnica de enfermagem Iolene Araújo às 07h ao adentrar a sala da Rede de Frios, observou a temperatura do termômetro da geladeira de estoque estava em 21 ºC a máxima e 17 ºC mínima e momento. Realizando a conferência interna constatou-se o degelo total e os imunobiológicos em temperatura ambiente ( sem refrigeração)..." diz um trecho da nota. Nossa redação entrou em contato com a Secretária de Saúde do município Isis Veras de Meneses e esta nos repassou as informações que constam na nota, acrescentando que o setor da saúde está bastante sensível a este momento de perca de vacinas e que este sentimento de perca lamentável é compartilhado por todos os profissionais da linha de frente bem como os cidadãos brasileirenses. Perguntada o que poderia ser feito pra evitar a repetição do problema Isis Veras determinou uma maior fiscalização na área de refrigeração, verificando em horários   específicos a temperatura de cada refrigerador.
 
 VEJA A NOTA EXPLICATIVA NA ÍNTEGRA:
 
"A Rede de Frios de Brasileira é composta por três geladeiras, um freezer, sala refrigerada, material e caixas térmicas padrões e dispõe também de um gerador (esse adquirido no ano de 2020 para possível falta de energia). No dia 10 de março de 2021 às 16h20min a Coordenadora de Imunização veio até a Rede de Frios para repor o estoque de vacinas do dia seguinte para prosseguimento das atividades de Imunização.
 
Ressalta-se que a sala estava em perfeito funcionamento dos equipamentos (ar condicionado, as três geladeiras e um freezer, bem como os termômetros em temperatura adequada). Contudo ontem, dia 11 de março de 2021, a técnica de enfermagem Iolene Araújo às 07h ao adentrar a sala da Rede de Frios, observou a temperatura do termômetro da geladeira de estoque estava em 21 ºC a máxima e 17 ºC mínima e momento. Realizando a conferência interna constatou-se o degelo total e os imunobiológicos em temperatura ambiente ( sem refrigeração).
 
Ao verificar a situação descrita acima foi solicitada ao técnico em manutenção para avaliar a causa do não funcionamento da geladeira. Em seguida entramos em contato com Lívia Borges e Rossandra Ribeiro da Regional de Piripiri, que nos foram repassadas as seguintes orientações:
 
1. Retirada dos imunobiológicos para acondicionar na temperatura adequada;
 
Conferência do estoque de imunobiológicos (contagem por lote, laboratório, validade). Após a finalização do Relatório de Imunobiológicos sob Suspeita, foi encaminhado ao email da Regional de Piripiri, bem como a Imunização Estadual. 
 
As medidas adotadas pela Secretaria de Saúde do município de Brasileira, seguiu todas as recomendações pertinentes das instâncias superiores, nossa preocupação primordial foi para com a Central de Imunização Estadual. Em momento algum houve ocultação de informação frente ao ocorrido e sim a priorização em obedecer as orientações. Vale destacar que pela manhã os profissionais de saúde presentes na Secretaria de Saúde estavam cientes do infortúnio ocorrido,
 
desde Agentes Comunitários, Técnicas de Enfermagem, Coordenadores de áreas, motoristas, inclusive alguns populares. O que houve, infelizmente foi falha em uma peça (termostato) da geladeira que continham os estoques de vacinas, inclusive essa sendo a mais recente a ser adquirida. Salienta-se que no relatório foram elencados os imunobiológicos de rotina e também os da Imunização COVID-19, essas no total de 91 doses, equivalentes a 30 D1 (doses destinadas a idosos do público de 80 a 89 anos da zona rural, os quais já estavam agendadas a aplicação para ontem, dia 11 de março e hoje dia 12) e 61 D2 (essas destinada a segunda dose destinada aos funcionários da saúde e dos idosos dos 90 anos ou mais)".
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.