Sábado, 06 de Março de 2021 08:43
(86) 99911-8355
Covid-19 CORONAVÍRUS

Governo faz alerta: "o Piauí pode perder 263 vidas em menos de 30 dias"

Em janeiro de 2021, o número de mortes ultrapassou o mês anterior: foram 225 óbitos em decorrência da Covid-19.

06/02/2021 19h14
Por: Redacao Fonte: Cidade Verde
Governo faz alerta:

“O Piauí pode perder 263 vidas em menos de 30 dias”, prevê o Governo do Piauí ao analisar o aumento do número de mortes pela Covid-19 no estado. Em postagem de alerta, na sexta (05), o Governo do Estado destaca que a “pandemia não acabou” e pede que os moradores continuem adotando os cuidados necessários para evitar a infecção e a transmissão do novo coronavírus. 

Em dezembro de 2020, o Piauí fechou o mês com 206 mortes. Em janeiro de 2021, o número de mortes ultrapassou o mês anterior: foram 225 óbitos em decorrência da Covid-19.

Nos cinco primeiros dias de fevereiro, 47 pessoas não resistiram às complicações da doença e morreram.  “No ritmo que estamos, fevereiro pode somar aproximadamente 263 óbitos no Piauí”, diz a postagem.

Para tentar conter o aumento no número de casos, o Governo do Estado decretou medidas mais restritivas, que devem ser adotadas até o dia 21 de fevereiro, período que compreende antes e depois do carnaval. Veja decreto do Governo do Estado. 

Por falar em carnaval, o Governo do Estado decidiu proibir os eventos e festas desse período. Uma tentativa de evitar – o máximo possível – a aglomeração de pessoas. E, com isso, reduzir ainda mais as chances de propagação do coronavírus no estado. 

Na sexta (05), o boletim Covid-19 da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) contabilizou 812 casos novos de infecção. O número de casos confirmados também está crescente no estado.

Desde o início da pandemia até sexta (05), o Piauí registra 162.148 casos já confirmados e 3.120 mortes pela Covid-19. A Sesapi também contabiliza 8.989 altas médicas.

Como se proteger

As recomendações de prevenção à COVID-19 são as seguintes:

  • Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão, ou então higienize com álcool em gel 70%. Essa frequência deve ser ampliada quando estiver em algum ambiente público (ambientes de trabalho, prédios e instalações comerciais, etc), quando utilizar estrutura de transporte público ou tocar superfícies e objetos de uso compartilhado.
  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com a parte interna do cotovelo.
  • Não tocar olhos, nariz, boca ou a máscara de proteção fácil com as mãos não higienizadas.
  • Se tocar olhos, nariz, boca ou a máscara, higienize sempre as mãos como já indicado.
  • Mantenha distância mínima de 1 (um) metro entre pessoas em lugares públicos e de convívio social. Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.
  • Higienize com frequência o celular, brinquedos das crianças e outro objetos que são utilizados com frequência.
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal como talheres, toalhas, pratos e copos.
  • Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.
  • Se estiver doente, evite contato próximo com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, busque orientação pelos canais on-line disponibilizados pelo SUS ou atendimento nos serviços de saúde e siga as recomendações do profissional de saúde.
  • Durma bem e tenha uma alimentação saudável.
  • Recomenda-se a utilização de máscaras em todos os ambientes.  As máscaras de tecido (caseiras/artesanais), não são Equipamentos de Proteção Individual (EPI), mas podem funcionar como uma barreira física, em especial contra a saída de gotículas potencialmente contaminadas.



Fonte: Ministério da Saúde

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias