Quinta, 19 de Maio de 2022
29°

Alguma nebulosidade

Teresina - PI

Geral Fraudes

Câmara Federal vai debater fraudes na oferta de consignados a idosos

As comissões de Ciência e Tecnologia e dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara dos Deputados aprovaram requerimento para realização de audiência pública a fim de discutir o excesso de ligações telefônicas de bancos privados oferecendo empréstimos consignados a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

12/05/2022 às 21h24
Por: Redacao Fonte: Portal Cidade Verde.com
Compartilhe:
Foto: Paulo Sergio/Câmara dos Deputados
Foto: Paulo Sergio/Câmara dos Deputados

As comissões de Ciência e Tecnologia e dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara dos Deputados aprovaram requerimento para realização de audiência pública a fim de discutir o excesso de ligações telefônicas de bancos privados oferecendo empréstimos consignados a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Os requerimentos foram aprovados nessa quarta-feira (11). 

O deputado federal Merlong Solano (PT), que integra as duas comissões, informou que os parlamentares vão debater com diversos órgãos, inclusive com a Polícia Federal, como os bancos e as instituições financeiras têm acesso aos dados pessoais dos idosos e os diversos tipos de golpes a que essas pessoas são submetidas. 

“Os bancos e financeiras abusam na hora de fazer as ligações e não são transparentes ao informar as condições de créditos que oferecem como se fosse só vantagens. Precisamos investigar como essas instituições financeiras estão tendo acesso aos dados dos idosos, se estão infringindo a Lei Geral de Proteção de Dados. E vamos tratar especialmente sobre os diversos golpes, as quadrilhas especializadas em lesar idosos. É uma prática lamentável e criminosa que tem se tornado cada vez mais comum no Brasil”, pontuou o parlamentar.

 

Convidados 

Entre os convidados para a audiência pública estão os ministros da Justiça e da Mulher, Família e Direitos Humanos e representantes da Polícia Federal, Anatel, do Sindicato das Telefonias, do Banco Central, da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), do INSS, do site Reclame Aqui, dentre outros.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.